26 fevereiro 2016

Resenha: Trono de Vidro de Sarah J. Maas


Tem algum livro que você lembra e te dá vontade de chorar?
Porque foi tão bom, tão bom que a única maneira de expressar é chorando?
A estória foi tão envolvente, você imaginou tão fortemente as cenas, elas passavam como um filme na sua cabeça já produzido, com cada detalhe que não tinha como não fazer parte da sua vida?

Trono de Vidro foi assim pra mim, e olhe que só li o primeiro, tem mais 4!!!!!!!!! 
Vamos a sinopse:


Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, um jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.

Livro maravilhoso! A escrita de Sarah J. Maas é muito envolvente, muito difícil de desapegar. Preciso horrores da continuação. Existe uma trama, suspense, diálogos sarcásticos - que adoro - personagens sólidos com personalidades bem delineadas.

Adorei que a autora não deixa nada de fora, cada informação é dada no tempo certo, e mais que tudo e de todas as coisas NÃO TEM MIMIMI!!!!!!!! Uhullll eterno...

Throne of Glass by Fetsch.deviantart.com – German book cover illustration for Throne of Glass by @Sarah J. Maas:
Celeana é uma assassina, então em alguns momentos os pensamentos dela são assassinos e isso é divertido, na verdade adoro essas partes #mejulguem Enfimmm... Ela é daquelas garotas, que pensa mas às vezes é levada pelo impulso, é inteligente, esperta, sabe bem onde lhe cabe, é humana eeeeeeeeee ama lerrrrrrrr, ama os livros, ama bibliotecas, poderia viver lendo ♥ Só amor vai...

NÃO TEM MI MI MI!!!!!!!! Uhullll...

Um fato que achei bem interessante no livro, além de outras coisas, é a projeção da beleza, como ela é ludibriante, como nos faz tomar certas atitudes só pelo desejo.

O livro é perfeito nas descrições, não exagera em nada
Além desse universo aristocrático tem muita magia, elemento que dá um toque ainda mais especial a tudo, você fica totalmente imerso.

Certo, um ponto que me deixou torcendo o nariz foi aquela coisa de uma mina e dois manos a fim dela, tipo de novooooo???? Cara fala sério!!!!!! Isso non ECZISTE!! Mas então, Celeana é um caso amo-la demais digamos que ela administra esse “triângulo” de uma maneira que eu não esperava.
                                                   
Dexa eu falar dos mano então:

Dorian o príncipe (lindo, maravilhoso, esnobe, fofo, meu crush)
Chaol (ranzinza, capitão da Guarda Real, inteligente, meu crush). 

É tão lindo ver o relacionamento entre os três – não viaja – a distinção entre a amizade que Cel tem com cada um... É bonito Porém, TEAM Chaol 4ever Aliás exista por favorrrrrrrrrr!!!!!!!

Correndo comprar a continuação.

O que os livros fazem com a gente?
Não sei explicar, mas há felicidade transbordante.

Meu Deus sou piegas demais.


♥♥♥♥♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário