25 maio 2015

#Resenha# Como eu era antes de você – Jojo Moyes

Eu nem ia fazer uma resenha sobre este livro, porque não tinha condições psicológicas para isso, é sério!! Mas uma das formas de superar é escrever, então...


Will é um cara de negócios, aventureiro, adora esportes radicais, viaja muito, e na minha imaginação o maior gato - porém após ter sofrido um acidente e ter ficado tetraplégico, ficou amargo e feito uma sombra.

Louisa é uma garota gente boa, se veste de forma excêntrica, não tem ambições, não fez faculdade e nem sente vontade, muito menos de sair da sua cidadezinha entediante.

Então por uma obra do destino esses dois se encontram, de forma diferente, pois bem, mas aí está a graça...  E que enredo!! Não é clichê, é uma história bem escrita, todos os pontos estão conectados, as situações ocorrem no momento certo, não há aquela pressa de alguns autores pelo final, ocorrem pontos altos, que eu já ansiava, mas de forma maravilhosa.

Jojo nos mostra o universo de alguém tetraplégico, essa foi a maior marca que deixou em mim, não consigo mais olhar para alguém paraplégico ou tetra com os mesmos olhos. Abriu-se uma imensidão sabe, aprendi muito.

Estou apaixonada pela escrita de Jojo. Eu já li isso e vou repetir aqui: este livro é uma surpresa, caminha para rumos inesperados, é agradável e intenso, carregado de emoções, muito forte, mostra que apesar de tudo, cada um faz a sua escolha, independente do resto do mundo.

Simmmmmmm para a minha alegria terá continuação, prevista para Setembro deste ano huhuhuhu

Nunca vou esquecer este livro, o que ele me fez sentir é indizível, as lições, a minha incompreensão, minha revolta, a tristeza que senti, o trauma, a felicidade, são tantas sensações que é impossível tirá-lo da minha vida.

Agora escrevendo me vem tudo sabe, ai meu Deus quero chorar... Falando em chororô, nunca chorei tanto, nem quando assisti Titanic à primeira vez, nem com Um Amor Para Recordar e nem lendo A Culpa é das Estrelas, o que chorei com eles todos juntos nem de longe supera o quanto de oceanos eu derramei por conta deste livro, eu podia sentir a dor no meu coração saca? Foi muito intenso.

Leiam, porque é tão real que parece ter sido verdade.
Você muda junto com os personagens, você passa a refletir seriamente sobre várias questões. É um agridoce, mas tem perspectiva.

Ahhhhhhhhhhhh antes que eu esqueça vai ter filmeeeeeeeeee migos em Março de 2016!! Olha os lindos atores escolhidos



Sam Claflin e Emilia Clarke
 ♥♥♥♥♥

20 maio 2015

Conexões bloguísticas

Essa coisa de compartilhar links massa uma vez por semana não dá, leio e aprendo demais então aqui vai...

Olha o blog maravilhoso da Chell, já tenho o link dele no meu menu de blogs, mas sabe né acompanhar um monte dá nisso, a gente esquece...

... A partir do blog da Chell descobri a Kaol Porfírio ilustra super talentosa, vejam lá no face dela, e foi lá que ela indicou este post lindo do garotas Geeks: Filmes que ensinam garotas a serem mulheres fortes!!!!

... Através de post linkado, do mesmo bloguito, li e engrandeci as ideias nisso aqui: Como filmes ensinam masculinidade e feminilidade

... Voltando a Chell tem esse link bacanudo indicando o FakeDoll e um post sobre o que eu estava precisando por demais hahahaha 10 ideias para economizar sem deixar a vida chata

Espero que vejam, eu adorei, até já salvei em formato pdf aqui no PC :)

19 maio 2015

[*] Prefiro silêncio

A semana às vezes começa uma merda e lendo um livro particularmente tenso, acrescenta. Os outros dias só corroboram para piorar o emocional.  Na verdade não são os dias, sou eu e as outras pessoas. É uma merda porque nesses dias os erros ou defeitos estão ou ficaram em projeção.

Então eu me enxergo, e é constrangedor.

Quando uma situação pega de surpresa – oi vida? – e eu realmente enfrento porque é da minha natureza não ser covarde, mas o resultado não foi positivo, então a fraqueza é a única sombra que vejo à frente, sobre tudo. A culpa por ser como sou fica martelando na cabeça e me faz odiar a mim e ao mundo.

O que mais detesto nas pessoas é que para tudo elas dizem: esqueça.

Compreensível não quererem escutar lamentações, pois cada um carrega seu próprio fardo. Só que, quem sofre o que mais precisa é falar. Sorte daqueles que escrevem e não precisam falar e escutar a verdade de como se sentem, dando mais ênfase.

Isso varia para cada pessoa. Para mim funciona assim:
Quando falo de algo ruim que aconteceu, pode ser que eu ainda não esteja me sentindo capaz, no entanto, falo da maneira mais descontraída e rindo de mim mesma, mesmo que a verdade esteja longe de ser essa.

E a verdade é torturante, é desgastante, a verdade é a solidão, é ver o profundo do seu coração, todavia, acima de tudo, e o único lado bom é que se torna revelador.

O mais importante, é que apesar de cair sobre meus próprios pés, e entregar-me ao mais puro desalento, não quero esquecer.

Já sei de cor todas as frases e pensamentos de motivação, quaisquer que sejam, eu sei de todas elas, eu leio livros, eu tenho amigos, eu vejo a vida passar pelas pessoas, pelos jornais, por tudo que me cerca; a única coisa que preciso é escrever e aceitar o que passou, é simples, mas complexo. Sou ser humano.

Mas eu preciso escrever.
Não necessariamente eu tenho que ouvir algo consolador e ser condescendente. Acho que esse é mais um passo para a minha maturidade emocional. Porém só escrever me dá paz. Eu me vejo. É meu exercício. E me sinto melhor. Eu entendo, aceito e peço a chance de fazer diferente. Não só para outras pessoas, mas para ver que um momento não me define.

13 maio 2015

[♥] Links da Semana #2

Como comecei a fazer neste post, vou continuar a colocar aqui a seleção dos links que mais gostei durante a semana. Este post deveria ser em uma segunda, mas sabe como é...

Blogs que adoro demais - Nonada e um que conheci recentemente - Não empreendo


Já adoro esse blog, mas nunca tinha reparado nesse recurso que a Loma começou a produzir, talvez porque eu sou uma lesada né?!



Descobri 48 Janeiros pelo Rotaroots e cara me emocionei muito com o relato dessa garota, leiam e preparem os lenços Capitolina é muito amor né! Mais uma vez um post sensato. Obrigada!


Essa criaturinha me fez feliz, mas tão feliz, só com essa risada gostosa!!!!!!!! Por favor vejam!!! Filho do Tom Fletcher vocalista da minha banda amorzaum McFly


Melhorar é preciso né mores?!! Então: 


Hope you like it

11 maio 2015

Cinco coisas que eu já quis ser...

As básicas que acho que toda criança já desejou algum dia:

Veterinária
Pediatra
Bailarina

De cachorros, apesar de o Veterinário não cuidar apenas deles, mas na minha cabeça naquela época eu era Veterinária só de cachorros, sabe...
Pediatra: adoro bebês, outra viajada, porque né, só de bebês? Ai mas aquelas bochechas gostosas!!!! 
Bailarina, apenas aqueles corpos perfeitos, leves voando pelo palco? Balett é lindo, mágico né?!

Esses desejos me acompanharam até a adolescência, depois eles ficaram bem diferentes:

Piloto de Caça

Era meu grande sonho até os 20 anos, depois passou a idade para ingressar na AFA – Academia da Força Aérea, e desisti. Adoro tudo relacionado a aviões -segunda guerra- sobrevivência-cadetes e tal. Até hoje. Quem sabe né?


Estilista

Depois de ter passado dessa fase comecei um blog de moda, não sei de onde veio a ideia, mas criei. Então uma das minhas paixões sempre foi desenho, associei ao estilismo e pronto. Era a minha profissão da vida, apesar de estar cursando Ciências Contábeis.


Masssss como sou uma pessoa volúvel, vi que iria enjoar rápido. Moda se tornou fútil para mim. Os blogs de moda também. Então reuni uma paixão desmedida desde criança, quando eu escrevi meu primeiro diário aos 10 anos, quando passei a escrever nas paredes e nas roupas, quando tive meu livro de poesias... Eu sempre quis escrever, mas nunca quis ficar presa entre quatro paredes.

O que não combina com a minha profissão. Sinto-me um pássaro em uma gaiola, mas escrever se tornou meu passeio pela vida durante o dia, este blog se tornou meu ar fresco em um dia quente e um aconchego de um cobertor em um dia frio. Apesar de não estar onde quero ou fazer o que queria estar fazendo, estou buscando minha satisfação todos os dias. Em cada minuto do dia eu busco um momento de felicidade.

♥ Este post faz parte da blogagem coletiva promovida pelo Rotaroots 
Um grupo que valoriza e incentiva a blogosfera old school. 
Para saber mais e participar clica aqui

08 maio 2015

O que é o Amor?

Paixões são tão intensas que já pensei ser amor. 
Existe uma linha tênue?

Não posso comparar ou ter confundido porque nunca, até agora, senti esse amor – romântico – que já vi algumas poucas pessoas falarem por aí.


Minhas paixões, de um dia, dois meses, um ou dois anos não foram mais do que atração ou carência. Eu já sabia disso no momento em que algumas situações aconteciam ou pela personalidade do garoto. No profundo do meu coração eu via e com isso eu já tinha a certeza que iria superar quem quer que fosse.

Será que isso é bom?
Será que é insensibilidade pura?
Será que só era o medo e uma desculpa para fugir?
Será que a paixão pode se transformar em amor?
Será que eu desperdicei uma chance?

Não sei a respeito de tudo. Mas o tempo, sabe ele? Só provou para mim que eu estava certa em deixar pontos finais para trás.

O que eu acho que é esse amor?

 Ele une duas pessoas que querem viver e desejam o para sempre, juntas...

... Que tenta, que acredita que vale a pena, que sustenta o sentimento apesar dos defeitos; que não julga, entende; que aceita a condição do momento e tem esperanças, que enxerga no outro sua capacidade e o admira, sob quaisquer circunstâncias contribui para o seu crescimento, não tem inveja,  vê um futuro nele, confia, tem compromisso, alimenta sua maturidade porque a vida não é justa e lidar com ela é difícil; não tem vergonha de mostra-lo ao mundo, adora dizer que é seu namorado...

... É mostrar coragem de entrar em um universo desconhecido, é querer estar junto nos momentos que nem mesmo ele quer estar consigo mesmo, é perdoar, é mostrar mais do que está ao alcance dos olhos, é às vezes ficar em silêncio, é aceitar as diferenças – diferenças não combinam com perfeição, perfeição não existe aqui, o que existe é encaixe perfeito...

... Ah o amor, é lembrar dele nas músicas, flores, notícias, cores, objetos,  fatos do dia; é saber que suas besteiras, seus traumas, dramas não soam ridículos, apesar de ser imbecil às vezes; é, em uma discussão, perceber os pontos de vista, é aceitar quando estar errado, é não ter medo de dar opinião, o amor é um exercício de convivência e o romance é a mágica...

... Mágica porque não sei nomear isso que acontece quando eu olho nos olhos dele e o reconheço – não foi experiência minha isso aí, vi em um filme e acredito. 


♥ Este post faz parte da blogagem coletiva promovida pelo Rotaroots 
Um grupo que valoriza e incentiva a blogosfera old school. 
Para saber mais e participar clica aqui

07 maio 2015

[Série] Sociedade Secreta – Diana Peterfreund

Por meio desta, eu confesso... Não saberei lidar com a vida depois destes livros e também, já chorei copiosamente de saudades.

                          Estou imensamente feliz de falar sobre estes quatro livros:


Então...

Amy Haskel é a protagonista, está cursando o 3° ano da faculdade de Literatura na Universidade Eli – que é uma Universidade de elite e de prestígio – no 3° ano é quando começam as convocações das sociedades secretas no Campus.

Tradicionalmente, alguns alunos já meio que sabem quem pode convoca-los, por conta do curso, papel que desempenham na faculdade ou o Sobrenome. Amy é um deles, no entanto o destino maravilhoso muda totalmente o rumo das coisas e Amy é convocada por uma Sociedade que tem várias lendas ao redor de seus participantes. Lendas sinistras, sombrias e cruéis.

Amy trabalha para a revista literária, divide o quarto com sua melhor amiga Lydia e tem uma amizade colorida com Brandon - é uma mulher muito inteligente, corajosa, determinada, não é perfeita – graças a Deus, é bem adulta, cai matando em cima de qualquer coisa, é intensa, cheia de teorias da conspiração, tem suas dúvidas, e o melhor... Tem muito senso de humor, ri muito visse!

Cada livro tem sua própria dose de tensão, suspense e expectativa. É impossível não gostar dessa série, juro. É maravilhosa. Não conseguia desgrudar, principalmente o terceiro livro que com certeza foi o melhor, o mais lindo ai... Parei senão vou choramingar.

A estória possui diálogos inteligentes, personagens bem definidos, feminismo  é bem sexy!! e possui enredo magistral. Ainda falando dos diálogos, caraaaaaaa eu às vezes lia 3 vezes o mesmo parágrafo porque não conseguia acompanhar  a linha de raciocínio deles haha e sem falar as ironias, me senti burrinha aff.

Não entendo porque esses livros não têm o reconhecimento de um Jogos Vorazes e afins, não que seja do mesmo gênero, estou falando de projeção mundial e nunca vou entender como ainda não foi adaptado para o Cinema. Muito revoltante!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Por mais que eu queira me expressar não vou conseguir definir o amor que esses livros despertaram em mim. O romance, as decepções, os perigos, o aprendizado, lições que se eu tivesse lido o primeiro livro, por exemplo, teria tido outra atitude quando comecei minha graduação, sério, tem muita verdade aí no que Amy pensa, e ela pensa muito!!

É um livro muito realista, racional, movido por emoções e prazeres, cada qual com seu preço.

06 maio 2015

Troca de livros pelo Skoob

Skoob que adivinhei ohhhhhhhh -grandes coisas- que é Books ao contrário, eu não me toquei, juro! É uma rede social sobre livros. O paraíso para qualquer leitor. Muiiita gente já conhece, mas outras não, então aqui o link para se familiarizar.

Vou usar meu perfil como exemplo. Então... O Skoob tem uma ferramenta que se chama Plus, onde por meio dele é possível enviar ou solicitar livros, através da troca – é só clicar no link para participar, nada demais. 


Clica na foto para ampliar. 



Você troca os livros através de créditos disponibilizados pelo skoob, alguns usuários até trocam livro por livro. 
Ganha-se créditos quando se envia um livro. Se por acaso você não tiver créditos, poderá compra-los através do pag-seguro:


Prefiro enviar meus livros e obter os créditos!!!!!!

Troca: Vai na tua estante e escolhe um livro que não quer mais e clica no circulo – ou sei lá que nome dar a isso- e pronto:



O skoob manda e-mail para as pessoas que marcaram o livro como desejado e também disponibiliza nas páginas dos usuários por meio deste menu abaixo, com certeza vai aparecer alguém rapidamente.



Quando a pessoa solicitar um livro, o Skoob te manda e-mail - fica uma notificação no site também- e a pessoa manda uma mensagem pra ti, então você vai naquele link do Plus, onde marquei na primeira foto e aparece o seguinte:



Neste caso eu solicitei um livro. Mas se você disponibilizar aparece o botão para aceitar ou recusar – que você deve responder até dois dias. Se aceitar aparece um prazo que o Skoob dá para você enviar o livro com o número de rastreamento, não é um prazo que você tem que seguir obrigatoriamente, se você precisar de mais tempo entre em contato com a pessoa, por mensagem, mantenha sempre contato, diga quando vai postar, o dia que postou, fale da situação do livro, algumas pedem até fotos, acho desnecessário.

Postagem: existe nos Correios benefícios que tornam essa troca mais fácil e barata, já que o remetente é quem paga os custos.
Antes de enviar um livro, verifique as melhores opções de envio, os Correios disponibilizam uma forma chamada "Impresso Normal", como entrega de 5 a 7 dias úteis, os valores são os mesmos para qualquer origem e destino dentro do Brasil.
Envio SEM registro
1 (um) livro pesando 220gR$ 2,50
1 (um) livro pesando 400gR$ 3,65
1 (um) livro pesando 640gR$ 5,05
Envio COM registro
1 (um) livro pesando 220gR$ 3,80
1 (um) livro pesando 400gR$ 5,05
1 (um) livro pesando 640gR$ 6,35

obs: valores estimados para livros enviados na modalidade "Impresso Normal" e registrados através do 'registro módico' (modalidade de registro com 50% de desconto, válida especialmente para livros). 
Registro Módico é uma modalidade de registro dos Correios que é própria para livros, e que custa metade do registro convencional. 
Impresso Normal é uma modalidade de postagem dos Correios que é própria para material impresso (inclusive livros), e que custa menos do que a modalidade Encomenda Normal, que é geralmente a opção utilizada para encomendas de todo o tipo. Além de ser mais barata, outra vantagem é que seu custo não varia geograficamente. 

 Eu enviei um livro para São paulo e saiu por R$ 5,50.
Sempre envie com registro para a pessoa acompanhar.

Quando o livro chegar você deve avaliar quem recebeu e a outra pessoa deve avaliar você, pois através disso você cria uma reputação. Então seja responsável em tudo.

Bom, da minha experiência é só isso, mas se quiser inteirar-se mais, acessa aqui.