Páginas

16 janeiro 2015

Amorzão >> Histórias de Amor (Liberal Arts)

Compro livro pela capa e assisto ao filme pela sinopse, essa sou eu na maioria das vezes! E se os atores não forem conhecidos, mas a história interessante, não penso duas vezes!
Tudo bem que uma resenha apaixonada me faz baixar o filme em dois tempos!!!!


Assisti a este filme sem pretensões, vi Elizabeth Olsen e sou gamada nela (como sou por Emma Stone – Anne Hathaway – Amy Adams – Alexis Bledel – Leighton Meester e Mandy Moore) então, porque não dar uma chance?

Nem teve estreia no cinema o pobre...

Eu sou uma coisa sabe... Lembro-me da história e tal, mas se me perguntar os nomes dos personagens, já era, foi-se, não lembro, exceto Gideon Cross e Christian Grey hehe – enfimmmmm:

Personagens:

Jesse Fisher é um trintão, eu gostei dele, ele tem senso de humor, apesar de umas atitudes durante o filme que me faz questionar sua maturidade, mas então eu penso que têm pessoas que são assim mesmo. Ele é convidado por seu ex-professor de faculdade para prestar-lhe uma homenagem, pois se trata de sua aposentadoria. Ele volta à faculdade e tem seus momentos nostálgicos.
 
Zibby, vivida por Elizabeth Olsen – é uma jovem que está na mesma faculdade e seus pais são amigos do professor homenageado, então eles se conhecem. Ela é super articulada, adora literatura e música clássica, e isto o conquista rapidamente.

Pause:

Preciso falar de Allison Janney, ela interpreta uma professora, que Jesse considera a melhor que ele já teve em todo o curso. Ponto.
Que mulher, que atriz, cara ela é uma deusa.

Play: 
O relacionamento deles começa a fluir, eles se correspondem, aprendem mais com o outro, mas o que me faz gostar do filme é que Jesse me decepciona, muitas vezes, afinal quem é perfeito? Isso faz o desenrolar da estória e tira de vez a possibilidade de se tornar clichezão.

E é isto caras, assistam, porque se eu falar mais vou soltar spoilers, vale a pena, é um romance diferente dos quais assisti, por isso gostei bastante. Os personagens me conquistaram rápido. Eu sou bem fácil, na verdade hehe.








Nenhum comentário:

Postar um comentário