Páginas

12 novembro 2014

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Eu já conhecia esse filme de tanto falarem que é ótimo, mas nunca tinha dado uma chance até que minha professora maravilhosa pediu que fizéssemos um trabalho sobre, então vi e me apaixonei perdidamente.
No meu relatório escrevi com tanto amor pela estória que soei patética, tenho certeza! 

Amélie cresceu em um lar freak a mãe super estressada que morre de maneira trágica, um pai que a ama, porém não é de muitos afetos. Quando se torna adulta sai de casa e passa a trabalhar em um Café como garçonete. Em sua rotina normal descobre por acaso em casa, uma caixinha cheia de memórias do antigo morador, seus brinquedos e referências. Diante disso Amélie decide encontrar o dono e a partir daí a estória se desenrola.O início do filme é lindo, mostra a infância dela através de cenas lúdicas. Algo que gostei bastante também é que tem um narrador em 3° pessoa descrevendo a personalidade dos personagens de maneira bem íntima.

Tudo é bem pensado nesse filme, a fotografia, as cores e os personagens são muito bem construídos, o relacionamento entre eles fazem o desenrolar da trama dar muito certo. Adorei o humor inteligentíssimo, a originalidade e a maneira tão natural e humana de Amélie.


A atriz principal é um charme a parte, fabulosa, já conhecia pelo trabalho em Coco antes de Chanel e já gostava dela, depois de ver Amélie, agora é só .







Um comentário: