Páginas

04 abril 2014

Chick-Lit

As opiniões são diversas a respeito desse tema, há quem não considere literatura, eu particularmente gosto. Não é nenhum caso de amor, mas respeito.

Falando em romance, um dos autores que sabe como ninguém a receita é o Nicholas Sparks. Se é pra me matar de chorar fru fru, ele sabe; também adora matar personagem que é uma beleza (ok R.R. Martin também, a diferença é que Martin faz com maestria).

Posso citar Sophie Kinsella, que eu adoro. Além da série com a Becky Bloom, também tem: Menina de 20 e Fiquei com seu Número. Todos bem delícia de ler.

Da Lauren Weisberger, que escreveu “O Diabo veste Prada”, li: “Todo mundo que vale a pena conhecer” que é uma versão mais light do primeiro, tanto é que as críticas foram negativas e pesadas, mas eu achei fofo.

Tenho que falar da Marian Keyes com seu divertidíssimo “Melancia” - Adam ♥

E obviamente tem os “New Adult”, que shame on me li uma boa parte:

  • S.E.G.R.E.D.O – L. Marie Adeline
  • Entre o Agora e o Nunca – J.A. Redmerski
  • Cretino Irresistível – Christina Lauren
  • Um Lugar Para Ficar – Deb Caletti
  • Belo Desastre – Jamie McGuire
  • Trilogia 50 Tons – E.L. James
  • Trilogia Toda Sua – Sylvia Day

Mas no universo New Adult, claro que existem muito mais, a cada ano surge uma história. Nada de tão diferente, afinal os caras são: lindos, atraentes, machos, ricos, muito desejados e abobrinhas. Como já disse uma vez Ivan Martins: é um conto de fadas com gente pelada – não existe melhor definição.

CONTINUANDO… Em alguns livros é inevitável já saber o final, o que não quer dizer que seja chato, pois são bem escritos e despertam desejo.

Okay. Leio porque amo e de vez em quando preciso só me entreter, sem muito drama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário